segunda-feira, 5 de março de 2012

Ao Rio de Janeiro, receber o Anu Dourado

A Cufa (Central Única das Favelas) entregou no dia 28 de fevereiro o prêmio Anu Dourado a 27 representantes de projetos sociais desenvolvidos nos estados e no Distrito Federal. Edgar Borges foi representando o projeto Caminhada Arteliteratura.

Olha aqui algumas fotos da entrega:





 





O texto a seguir foi produzido pela equipe da Cufa e fala sobre a noite da premiação. Leia e saiba como foi: 


Uma noite cheia de expectativas e animação para encerrar o carnaval Carioca

Para apresentar o Prêmio Anu 2012, contamos com a irreverente e marcante presença da apresentadora Regina Casé e do jornalista humorístico e apresentador Marcelo Tas, que fizeram um show à parte conduzindo esta premiação tão esperada por todos.

Para abrir a grande noite, o grupo Batuk D’Gueto entrou cantando Favela e a grande surpresa foi quando o grande poeta Chico Buarque de Hollanda, Chico para os íntimos,  dividiu o palco com o grupo e emocionou a platéia cantando “O Meu Guri”. Sem dúvidas um dos momentos mais marcantes da noite.

O entanto, chega o momento em que nossos olhos se voltam para o principal motivo por estarmos todos reunidos: os agentes transformadores espalhados pelo Brasil inteiro se reuniram no Teatro João Caetano para receberem o Anu Dourado.

Os primeiros estados foram: Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas e Bahia seguidos por Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

O grupo de Reggae Ponto de Equilíbrio, também marcou presença na premiação e embalou à todas as gerações com a musica “Aonde vai chegar?”.

Também tivemos uma apresentação do grupo Paparutas formado por mulheres do interior da Bahia, mais precisamente do Recôncavo Baiano, agitaram a platéia com suas cores e danças e tachos de comida na cabeça. Além das danças, percursionistas deram tom e mais gingado para o evento. Além de dançarinas, são todas cantoras. E uma surpresa: todas são parentes do homenageado da noite, Lázaro Ramos. Surpresa dupla e super bem vinda no Prêmio Anu 2012.

Um dos momentos mais animados da noite foi protagonizando pelo samba do Arlindo  Cruz que cantando “Madureira” e teve o público como segunda voz nesta grande noite no Teatro João Caetano. Todos aplaudiram entusiasmados ao final da apresentação que marcou a noite dos presentes.

Mostrando a excentricidade do evento, que já passou pelo samba, bossa nova e reggae, não podíamos deixar de fora o Rock Alternativo. E para isso contamos com a presença do grupo Detonautas Roque Clube. Eles agitaram os presentes com os sucessos “Um cara de Sorte” e “Outro Lugar”.

No entanto, o ápice da noite, foi quando o público e todas as ações premiadas conheceram as 3 melhores ações do Brasil, e foram elas: Piauí com Cineperiferia, Santa Catarina e as Cozinhas Comunitárias  e o Rio de Janeiro e o projeto Voz das Comunidades. Estas ações ganharam o Anu Preto.

Para finalizar o evento com grande estilo Djavan, o último entregador da noite, romanceou a platéia e os fez cantar um de seus sucessos “Flor de Lis”, juntamente com o Bloco da CUFA formado pelas crianças que fazem parte do projeto da ONG em Senador Camará. Caetano Veloso e Crioulo encerraram a noite com muita festa com a música “É hoje”.

Hoje foi realmente um dia de sorte e reconhecimento para aqueles que fazem a diferença na vida de muitas pessoas.

....

Legal, né?

Se quiser ver algumas fotos da entrega dos Anus Dourado e Preto, clica e vais parar direto no álbum de fotografias do evento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente o que quiser, mas nada de xingamentos.