sexta-feira, 1 de julho de 2011

No jornal Folha de Boa Vista: Projeto distribui livros e faz contação de histórias para crianças

Olha a matéria publicada no jornal Folha de Boa Vista nesta quinta-feira, 30 de junho, sobre a Caminhada Arteliteratura:


   

Foto:  Divulgação
Em Palmares , Pernambuco, foram visitadas seis escolas, realizadas nove rodas de leitura, junto com contação de histórias


NEIDIANA OLIVEIRA
neidiana@folhabv.com.br


Transformar a leitura em uma ferramenta de fortalecimento da cidadania e formar neo-leitores estão entre os objetivos do projeto Caminhada Arteliteratura, que durante esse ano realizou visitas às comunidades indígenas de Roraima e os municípios de Palmares (PE) e Novo Lino (AL). O projeto iniciou em janeiro deste ano e foi concluído neste mês com todas as metas alcançadas.


A iniciativa partiu de um projeto idealizado e executado pelo grupo Zanny Adairalba, Tana Halú e Heloisa Brito, coordenado por Edgar Borges. O projeto foi contemplado no processo seletivo da Bolsa de Circulação Literária da Fundação Nacional de Artes (Funarte).


O coordenador comentou que a trajetória se estendeu de janeiro a maio, quando foram feitas duas visitas em quatro comunidades indígenas: Campo Alegre, Vista Alegre, Boca da Mata e Sorocaima II.


Nesse período, foi feita a coleta de 1.110 livros de contos, prosas, crônicas e poesias, 78 revistas e 28 gibis, dos quais foram deixados cerca de 200 em cada local visitado e também em uma localidade que não estava prevista no projeto, que foi em Sorocaima I. 


“Com isso, ajudamos a implantar cinco bibliotecas comunitárias. Além disso, foram repassados para a biblioteca do Museu Integrado de Roraima cerca de 246 livros técnicos e didáticos arrecadados durante a ação complementar”, explicou.


Durante as visitas, a equipe realizou rodas de leitura, contação de histórias, oficinas, exposições de foto poemas, micronarrativas, sessão de artes plásticas, com trabalhos feitos com massa de modelar e também contavam com a presença de escritores roraimenses, o que incentivava as crianças a terem um interesse na leitura e na literatura. 


Borges destacou que, conforme o previsto no projeto, o grupo deveria realizar uma atividade fora da região Norte. “Foi então que, no começo de junho, viajamos para o Nordeste, especificamente para o Município de Palmares, em Pernambuco, e depois fomos convidados pelo professor Adalberone André Santiago, de Palmares, para irmos a Novo Lino, em Alagoas”, disse.


Em Novo Lino foi visitada uma escola e realizadas duas rodas de leitura, junto com contação de histórias, proporcionando um resultado de 150 pessoas atingidas pelo Caminhada Arteliteratura. “Foi surpreendente, já que esta localidade não estava prevista no projeto”, disse o coordenador.


A intenção da equipe na segunda etapa em Pernambuco era fazer seis rodas de leitura, porém foram realizadas onze. “Na primeira visita, atingimos 228 pessoas, na segunda foram 223 e fora da região Norte foram 446 mais 150, contabilizando 1.047 atendimentos registrados.  “Estava previsto inicialmente atendermos 500 pessoas, então ultrapassamos a meta em mais de 100%”, enfatizou.


Borges comentou que, após cada visita, foi produzido um relatório com os resultados e com as com as fichas sócio-cultural preenchidas pelos participantes para entregar à Funarte.  


“Entre os resultados também podemos destacar a divulgação dos escritores roraimenses. Assim queremos contribuir para o enriquecimento do acervo literário dos autores regionais e incentivar as cadeias criativa, mediadora e produtiva do livro, leitura e literatura”, frisou.


Para Borges, o que pode ser destacado de toda essa aventura literária é a troca de experiências e conhecimentos entre crianças, adolescentes e adeptos a livros. “Era muito bom quando ouvimos os participantes falar se  nós iríamos voltar, pois conseguíamos perceber a valorização do nosso trabalho”, lembrou.


Quem estiver interessado em obter mais informações sobre a Caminhada Arteliteratura e a biblioteca comunitária pode acessar o endereço eletrônico: www.caminhadaarteliteratura.blogspot.com. 


FUNARTE - O processo seletivo da Bolsa de Circulação Literária foi aberto pela Fundação Nacional de Artes (Funarte) a pessoas de todas as regiões brasileiras que desejam desenvolver atividades de fomento à área literária, como oficinas, cursos, palestras e programas de contação de histórias.


O projeto Caminhada Arteliteratura foi um dos contemplados entre os 50 projetos dos municípios atendidos pelo programa Territórios da Cidadania, do Governo Federal.


A ação foi realizada na Terra Indígena Raposa Serra do Sol e São Marcos e fora da região Norte, no Município de Palmares (PE), integrante do Território da Cidadania Mata Sul.

Um comentário:

  1. Bom dia..

    Deixando uma parte das Escrituras, sem motivo especifico por ter deixado no seu blogger, mas especifico para que leia simplesmente pela leitura das Escrituras de Deus, que sempre fala ao nosso SER, e nos traz a salvação.



    Evangelho de João cap.5

    34 Eu, porém, não recebo testemunho de homem; mas digo isto, para que vos salveis.

    37 E o Pai, que me enviou, ele mesmo testificou de mim. Vós nunca ouvistes a sua voz, nem vistes o seu parecer.
    38 E a sua palavra não permanece em vós, porque naquele que ele enviou não credes vós.
    39 Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam;
    40 E não quereis vir a mim para terdes vida.
    41 Eu não recebo glória dos homens;
    42 Mas bem vos conheço, que não tendes em vós o amor de Deus.
    43 Eu vim em nome de meu Pai, e não me aceitais; se outro vier em seu próprio nome, a esse aceitareis.
    44 Como podeis vós crer, recebendo honra uns dos outros, e não buscando a honra que vem só de Deus?
    45 Não cuideis que eu vos hei de acusar para com o Pai. Há um que vos acusa, Moisés, em quem vós esperais.
    46 Porque, se vós crêsseis em Moisés, creríeis em mim; porque de mim escreveu ele.
    47 Mas, se não credes nos seus escritos, como crereis nas minhas palavras?

    Abraços..

    Jesus Cristo te Ama!

    ResponderExcluir

Comente o que quiser, mas nada de xingamentos.